domingo, 21 de março de 2010

A Policia Judiciária alerta...


A Polícia Judiciária tem identificado nos últimos dias um volume anormal de participações criminais referentes ao chamado "furto de identidade" de credenciais de acesso de programas de comunicação ponto-a-ponto e também de redes sociais.

De posse destes elementos, os burlões que se têm feito passar por terceiros, induzem familiares e amigos em erro, com base numa história que faz referência a um caso de necessidade.
Em regra, são estes os passos:
  1. Um endereço electrónico de uma pessoa conhecida entra em comunicação por um "chat" ou por uma "rede social";
  2. O interlocutor afirma ter perdido os contactos telefónicos, ou o telemóvel, e informa que tem uma necessidade imediata de um empréstimo de um determinado montante, que, em regra, não é muito alto (entre 30 a 80 euros);
  3. Se a pessoa, no pressuposto de estar a falar com essa pessoa amiga, afirma poder ajudar, é-lhe comunicado pelo burlão um NIB, ou um código de pagamento de serviços com indicação do código da respectiva entidade;
Assim, a Polícia Judiciária ALERTA mais uma vez os utilizadores da INTERNET que devem usar senhas de acesso complexas, instalar e manter actualizados antí-vírus e a não ceder a este tipo de pedidos de ajuda sem confirmação pessoal com o pretenso visado.

Fonte: Polícia Judiciária


Sem comentários:

Loading...